Pular para o conteúdo principal
EN PT
EN PT

Editorial Michelin

Venha saber mais sobre nossa cultura, nosso dia-a-dia, nossas áreas...

Carreira em Movimento por Raquel Castro

O seu mundo é digital?

Olá! Você conhece uma pessoa que gostaria de ter uma carreira em movimento? Compartilha com ela então a nossa conversa! E vamos de pergunta! O seu mundo é digital?

Estamos nos falando pela internet, então já sei que pelo menos alguma parte do seu dia é dedicada às redes sociais, mas a transformação digital não se limita às redes sociais. Estamos falando de um movimento que, dentre outras coisas, aposta no uso de ferramentas digitais para criar novas soluções para o dia a dia, de uma forma mais fácil, rápida e aqui entre nós, mais legal! E para as empresas, mais eficiente e lucrativa.

A Transformação Digital é um caminho que não tem fim e não tem volta, para manter sua carreira em movimento você precisará aprender a pensar de uma forma digital, desenvolver uma nova cultura, uma nova forma de ver o mundo.

E como será que a cultura digital é trabalhada na Michelin?

Para contar do #jeitoMichelin de hoje eu não estou sozinha! Trago o depoimento de uma das nossas Transformers Digitais!

“Oi, sou Priscila Magina, e trabalho no posto de Desenvolvedora de Competências na Michelin. Até chegar aqui já passei por vários postos ao longo desses 16 anos.

Além desse posto sou fascinada por descobertas por isso me tornei uma Transformer digital. Mas o que é isso? Somos um grupo de colaboradores de várias áreas da empresa que se reúne com a missão de apoiar a realização de projetos digitais, estimulando a transformação da cultura digital e os impactos na experiência dos empregados.

Para a Michelin a transformação digital é essencial para performance, eficiência dos funcionários, e competitividade. Essa transformação está acontecendo em todos os setores, em todos os níveis, desde a experiência do cliente, experiência do empregado, mudanças de processos e análises digitais.”

Além dos Transformers Digitais, missão contada pela Priscila, na Michelin temos também o portal “Cultura Digital”, onde colaboradores podem trocar dicas do universo digital na página #ficaadica, podem acessar ferramentas digitais colaborativas , podem se inscrever em cursos de capacitação digital da  Coorpacademy e ainda acompanhar os eventos de treinamentos e os desafios de gamificação que a empresa realiza.

E aí? Já está se sentindo mais digital? Gostou da pegada digital da Michelin?

Minha dica é que você fique ligado neste tema!

Te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

Você sabe o que a Michelin pensa sobre liderança??

 

Olá! Você já pensou que pode ajudar outras pessoas a manter a própria carreira em movimento compartilhando nossas conversas? Vá em frente, traga mais pessoas para este papo.

Como falamos no artigo sobre liderança, é hoje o dia de você conhecer o I CARE e saber o que a Michelin pensa sobre liderança, para hoje e para amanhã.

Em linha com a mobilidade que está no seu DNA, com seu objetivo de ter ações sustentáveis e sempre focada em avançar na melhor maneira de irmos mais longe juntos, em 2019 a Michelin se comprometeu com um novo modelo de liderança, o I CARE (este nome é um acrônimo, aquele jeito de formar uma palavra usando as iniciais de outras palavras e no nosso caso as palavras são da língua inglesa, o que facilita a compreensão dos colaboradores da Michelin nos quatro cantos do planeta).

A esta altura você já deve estar tentando deduzir o que significa cada letra do nome I CARE. Vamos acabar com este mistério!

I – Inspiring (do Inglês, inspirador)Ter energia para inspirar uns aos outros vai nos ajudar a abraçar as mudanças e assumir os riscos necessários para hoje e para o futuro.

C - Create Trust (do Inglês, que cria confiança)Parceria e colaboração nascem da confiança e com uma sólida confiança seremos mais eficazes no enfrentamento dos desafios que já temos e aqueles que virão.

A – Awareness (do Inglês, que tem consciência) – o conhecimento de nós mesmos e dos outros é a chave do crescimento, do desenvolvimento de novas competências.

R – Results (do Inglês, que gera resultados)Com as formas diferentes de ser e fazer das nossas pessoas, teremos a inovação e o espírito empreendedor necessários para alcançarmos resultados melhores e mais rápidos.

E – Empowerment (do Inglês, que empodera pessoas e equipes)um ambiente de confiança onde as pessoas são empoderadas para decidir vai nos trazer todas as vantagens do uso da inteligência coletiva

Agora você já sabe o que a Michelin pensa sobre liderança! Que a liderança deve ser inspiradora, criar confiança, gerar resultados e empoderar pessoas e equipes! Este é o #jeitoMichelin de liderar.

Por trás da lógica do modelo de liderança I CARE está o fato de que cada pessoa é capaz de encontrar sua maneira particular de se moldar a esta cultura, através de suas atitudes. As pessoas estão no centro das nossas ações.

Gostou do nosso modelo de liderança? Comente, compartilhe, já use o I CARE na sua vida! Para este desafio te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

Você é um líder?

Oi! É bom ter você de volta aqui, para seguirmos conversando sobre como manter nossa carreira em movimento! Já falamos de vários temas, rola sua tela para conferir ou relembrar os artigos anteriores!

E você sabe o que temos para hoje? Liderança! Já comece perguntando a si mesmo: ei, você é um líder?

Esta é uma pergunta simples de se fazer, mas não tão simples de se responder ..., primeiro precisamos pensar um pouco sobre o que é liderança e sobre o que é ser um líder.

Vamos juntos nesse desafio?

Começando do básico, vamos a uma definição de liderança de um dicionário:” Autoridade; tendência para chefiar ou para demonstrar autoridade”. Pesquisando mais um pouco, vamos encontrar definições de liderança relacionadas com outras questões, como a comunicação eficaz e a influência; há quem diga que a liderança é uma arte e também quem diga que a liderança é um dom e ainda tem quem pense que a liderança só pode ser exercida por quem é gestor, por quem ocupa uma posição de chefia.

Por aqui vamos tratar a liderança no seu aspecto mais simples de entender e de se desenvolver, vamos falar de liderança como uma competência.

Uma competência se divide em três partes: conhecimento, habilidades e atitudes. Dá para adquirir conhecimento, novas habilidades e desenvolver novas atitudes e assim avançar na competência liderança.

Por aqui também vamos refletir que não é preciso ser gestor para ser líder. Você pode e deve ser líder de si mesmo, líder de projetos, líder na escola, na faculdade, nos esportes, em trabalhos voluntários, a dica é:  aproveite todas as oportunidades para desenvolver sua liderança!

Outro assunto que provavelmente você já escutou por aí é que existem diferentes estilos de liderança e isso é verdade! Liderança alpha, liderança servidora, liderança situacional e outras tantas mais, falaremos destes estilos em outras conversas.

O #jeitoMichelin de olhar a liderança passa pelo conceito de competência, pela premissa de que todos podem exercer a liderança e preciso te contar que temos até um estilo próprio, um modelo de liderança chamado ICARE.

Na nossa próxima conversa te conto tudo sobre o ICARE e como ele está apoiando a Michelin na formação dos líderes do futuro. Combinado?

Antes de encerrar este papo, vamos repetir aquela pergunta: ei, você é um líder?

Desejo que você reflita, responda à pergunta e comece já a desenvolver sua liderança.

E te desejo também coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

2021 chegou: você está preparado?

Olá, que bom começar o ano conversando com você! Você perdeu as conversas anteriores?  Basta conferir os outros artigos do editorial.

Para hoje trago algumas reflexões, de começo de ano e de todo dia.

Saímos de um ano muito diferente de todos os outros, em vários aspectos.

2020 nos lançou muitos desafios e nos permitiu e/ou nos obrigou o desenvolvimento de muitas competências; este ano nos ensinou a encarar perdas, a sentir saudades e seguir a vida, a viver um dia de cada vez. Mais do que nunca em 2020 lembramos porque o dia de hoje se chama presente.

Agora ... 2021 chegou! Este será realmente um ano novo? Não estou falando de calendário, estou falando de nós. Vamos aproveitar tudo que aprendemos em 2020 para levar um “eu” novinho para 2021? Este é o meu convite!

E trago também uma dica: escreva o que te aconteceu em 2020 que te enche de gratidão, o que fez você ter orgulho de si mesmo e o que foi “bola fora”, que você não quer levar para 2021. Deixe este pequeno plano estratégico em um local que você olha sempre; vale adesivo, quadro branco, agenda, fundo de tela do celular, enfim!  O foco é lembrar todos os dias que o ano será novo e você também.

O #jeitoMichelin de preparar os times para os desafios de um novo ano é manter um exercício frequente de feedback entre gestores, colaboradores e pares e ainda incentivar os times a exercerem de forma coletiva os nossos comportamentos prioritários: Ter iniciativa, colaborar mais e priorizar para acelerar; como o ano novo os colaboradores recebem também novos objetivos, objetivos estes que podem e devem ser compartilhados entre equipes de diferentes departamentos.

Ufa! Quantos desafios e quanta expectativa para 2021!

Desejo do fundo do coração um você novinho em 2021! E sempre, pois nunca é demais, te desejo coragem e sucesso!

Feliz Ano Novo!

 

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

quem começa?

Olá, novamente! Que bom ver que você está conosco nesta jornada de manter nossa carreira em movimento. Já falamos de muitos temas, que tal você voltar nos artigos anteriores e ficar por dentro de tudo?

Para começarmos nossa conversa de hoje, trago algumas perguntas:

Quando alguém lança um desafio, você é quem “pega a bola”? Nos ambientes nos quais você convive com outras pessoas, escola, trabalho, quem começa? De quem é a iniciativa?

Estas perguntas têm o objetivo de te convidar a pensar sobre a iniciativa como uma competência, competência essa que é super valorizada pelas organizações. Uma empresa só sai na frente, só lidera um segmento no mercado, se os seus colaboradores tiverem a iniciativa no próprio repertório e usarem dela no dia a dia; por isso fica a minha dica, desenvolva seu nível de iniciativa!

Para fazer uma auto avaliação em relação ao seu nível de iniciativa, você pode se imaginar subindo uma escada de 4 degraus, em que cada novo degrau representa um avanço no seu perfil. Vamos imaginar?

Degrau 1: Quando alguém pede, você tem a iniciativa de atender.

Degrau 2: Você vê um “problema” atual e tem a iniciativa de resolver, sem ninguém pedir.

Degrau 3: Você procura oportunidades atuais para exercer sua iniciativa.

Degrau 4: Você tem a iniciativa de criar oportunidades, antecipar necessidades.

 

Imaginou? Em qual degrau você está hoje?

O #jeitoMichelin de construir um time cheio de iniciativa para manter sua liderança de mercado se desdobra em alguns caminhos. Nós temos um departamento inteiro que atua nas soluções de questões atuais da nossa operação e também cuida de iniciativas para o futuro, chamamos este time de Equipe Progresso, não é legal? Eu acho o trabalho deles o máximo! Outro caminho é que iniciativa é uma das competências do nosso dicionário e os colaboradores são incentivados a se avaliar e progredir na própria “escada” de iniciativa.  Um terceiro caminho para manter em alta nosso banco de iniciativa que “ter iniciativa” é um dos nossos comportamentos prioritários, promovido e valorizado em todo mundo Michelin.

 

Te desejo muita iniciativa! E te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

POSSO CONTAR COM VOCÊ?

Nossa conversa de hoje é sobre colaboração e não posso deixar de começar reconhecendo que você colabora muito com a coluna Carreira em Movimento! Quando lê, comenta, pergunta e compartilha, quando de verdade conversa comigo. Obrigada!

Feitos os devidos agradecimentos (gratidão aumenta a colaboração, #ficaadica), vamos entender a razão da colaboração ser mais que uma gentileza, um help, uma força entre colegas de trabalho. Vamos falar da colaboração como competência. Talvez você já tenha se perguntado mais de uma vez: se cada profissional é remunerado para fazer o próprio trabalho, porque as empresas buscam profissionais que trabalhem juntos, em colaboração?

Para esta excelente pergunta, existem algumas boas respostas, aqui vou ficar com três:

Percebeu como é importante colaborar?

O #jeitoMichelin de promover e incentivar a colaboração é muito interessante: nossos objetivos são compartilhados com as pessoas do nosso time e de outros times, somos desafiados a trabalhar em projetos com pessoas de diferentes áreas e ainda definimos que a atitude de “colaborar mais” é um comportamento prioritário, que deve ser praticado e valorizado em todo mundo Michelin.

 

Que tal você começar a colaborar mais? Todo mundo ganha com isso!

Te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro - Trainer Comportamental na Michelin América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

VOCÊ SABE PRIORIZAR?

Olha que legal, nossa conversa está avançando! Que bom ter você aqui novamente! Caso seja sua primeira visita, te convido a conferir os artigos anteriores para não perder nenhum elemento desta conversa que tem como objetivo deixar sua carreira em movimento.

Você já deve ter escutado que o que move o mundo são as perguntas e não as respostas, quanto a mim, super concordo com esta afirmação e para hoje, trago perguntas!

Começando de maneira bem direta: Você sabe priorizar?

Pergunte para você mesmo e seja sincero nas respostas, mas antes de afirmar sim ou não, pense sobre algumas questões que trarei a seguir.

Priorizar é fazer uma coisa e não outra coisa: Você já pensou no que é importante que você faça?

Priorizar é encontrar tempo para o que é importante: Você tem um planejamento do uso do seu tempo?

Priorizar é dizer não e dizer não muitas vezes para seu gestor ou para amigos e familiares: Você sabe dizer não de maneira assertiva?

Priorizar é compartilhar objetivos e tarefas para ganhar tempo e ser mais produtivo: Você sabe colaborar? Como estão suas habilidades de negociação?

Viu quanto coisa mora atrás de um sim ou não? Depois de toda esta reflexão você já pode responder: Você sabe priorizar? E também já pode atuar na habilidade que te falta para começar a priorizar!

O #jeitoMichelin de incentivar e desenvolver a capacidade de priorização dos seus colaboradores é tratar este tema como um comportamento prioritário, que aqui chamamos de “priorizar para acelerar”. Neste momento pessoas de vários níveis da organização estão pensando em estratégias de desenvolvimento e ações do dia a dia que nos façam cada vez mais pensarmos e agirmos de forma a priorizar para acelerar.

Que tal este exercício de reflexão? Não dá para movimentar a carreira sem movimentar a maneira de pensar!

Espero você aqui na próxima quinzena para pensarmos juntos sobre colaboração. Posso contar com você?

Te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

Comportamentos: os seus estão te levando para onde?

Olá! Coisa boa é te receber aqui novamente, para mantermos nossa carreira em movimento! Caso seja sua primeira visita, dá um pulinho nos nossos artigos anteriores, para não perder os temas que já conversamos, combinado?

Para hoje quero pensar com você sobre comportamentos. O dicionário diz que comportamento é o “procedimento de alguém face a estímulos sociais ou a sentimentos e necessidades íntimos ou uma combinação de ambos”  e daí já podemos fazer a primeira reflexão: Comportamento não é sobre o que acontece com você e sim sobre o que você faz com o que acontece com você. Faz sentido?

Continuando nossa linha de pensamento, se comportamento é procedimento, podemos dizer também que comportamento é a parte visível das nossas competências, é a maneira pela qual mostramos para o mundo o que conhecemos, o que sabemos fazer, no que pensamos e acreditamos. O comportamento é a ponta do Iceberg.

Falando especificamente de carreira, as habilidades comportamentais são as mais valorizadas pelo mercado, são as famosas soft skills. Uma empresa esperta prefere contratar pessoas com excelentes habilidades comportamentais e apoiar estas pessoas no desenvolvimento técnico, se for necessário. É mais simples e rápido aprender uma tarefa do que passar a pensar e agir de forma diferente.

Agora, tenho que te contar ... em termos de comportamento, nem tudo são flores! Há os comportamentos produtivos, que nos ajudam a avançar na vida e na carreira, mas também tem os chamados comportamentos improdutivos, aqueles que muitas vezes insistimos em repetir, mas só nos atrapalham. Vou fazer uma listinha aqui dos TOP 5 comportamentos improdutivos de acordo com a minha experiência, não precisa me contar quais são seus, mas te convido a refletir sobre como se livrar deles.

O #jeitoMichelin de estimular seus colaboradores a se comportarem de maneira produtiva tem um nome todo nosso, são os “comportamentos prioritários”. Pesquisas e reflexões a nível mundial nos direcionaram para a definição de 3 comportamentos que todos devem buscar como referencial de produtividade, são eles:

E aí? Pensou para onde seus comportamentos estão te levando?

Bateu aquela curiosidade sobre os comportamentos prioritários da Michelin?

Espero você aqui na próxima quinzena para pensarmos juntos se você sabe priorizar.

Te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro - Trainer Comportamental na Michelin América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

Você sabe quem é você?  

Olá! Que bom encontrar você por aqui! Caso seja sua primeira visita, dá um pulinho lá no nosso primeiro post para pegar o começo dessa conversa. Se não é sua primeira vez, obrigada por continuar o nosso papo.

Antes de pensar em manter uma carreira em movimento, o tema da nossa coluna, é preciso iniciar a carreira e nesta hora o autoconhecimento faz toda diferença!

O autoconhecimento é formado da sua autoconsciência e da sua autoimagem. Seu nível de autoconhecimento pode ser maior ou menor, sua visão pode ser mais ou menos clara, e mais a frente vamos falar um pouco mais sobre estas questões.

Avançar no autoconhecimento é como se tornar um detetive, onde o tema da investigação é você mesmo. Pensando ainda em investigação, procure um espelho e se faça algumas perguntas para se entender melhor, neste caso em termos de carreira. Comece do básico:

Para levar seu autoconhecimento ainda mais longe, pense nas suas características com base na matriz SWOT - vem do inglês: strengths (forças), weaknesses (fraquezas), opportunities (oportunidades), threats (ameaças).

Como força, pense: quais são suas maiores habilidades e talentos?

Como oportunidades, pense: como você pode usar suas forças?

Como fraqueza, pense: quais são as suas principais necessidades de desenvolvimento?

Como ameaça, pense: que fraquezas precisam ser neutralizadas com prioridade?

Reúna os elementos da sua matriz SWOT e trace ações, assim além de se conhecer, você vai se desenvolver!

O #jeitoMichelin de estimular o autoconhecimento é muito interessante, começa no desafio que é feito para cada colaborador de se auto avaliar nas competências do seu trabalho e se estende no uso de ferramentas de inventário comportamental com base nas metodologias DISC, MBTI e Global Smart, além de feedback 180° e 360°. Aqui se discute também as âncoras da carreira (quer saber o que é isso? Continue ligado aqui na nossa coluna) de cada um. Para nós, o autoconhecimento é uma alavanca para os resultados individuais e coletivos.

Que tal agora você fazer os exercícios de autoconhecimento para saber melhor quem é você?

Espero você aqui para falarmos de para onde nossos comportamentos estão nos levando!

Te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Carreira em Movimento por Raquel Castro

O que é essa tal de carreira?

Oi! É muito bom ter você por aqui na coluna Carreira em Movimento, da Michelin! Sou Raquel Castro e fico muito feliz de começar esta conversa agora e também de continuar conversando com você na segunda e na quarta quinta-feira de cada mês.

Aqui o espaço é nosso e vamos falar sobre carreira, mercado de trabalho, profissões de hoje e do futuro, sobre oportunidades! Mas antes de tudo vamos falar sobre nós; sobre você, sobre mim e sobre outros profissionais, sobre a Michelin! Vamos trazer para esta conversa muita gente boa, com dicas preciosas e muita história para contar.

Para continuarmos este papo, quero te apresentar uma hashtag, #jeitoMichelin, vou usar ela toda vez que for te contar como as práticas de carreira e desenvolvimento acontecem na Michelin.

Até aqui já estou gostando da conversa, mas vamos pensar juntos em um conceito importante: o que é essa tal de carreira?

Pensando de uma forma bem simples, a carreira é o caminho que uma pessoa percorre durante sua vida profissional. Nos tempos passados se pensava uma carreira de forma linear, com início, meio e fim dentro da mesma área de atuação; os desafios dos novos tempos foram nos contando que este não seria o único formato de carreira.

Pensando nos desafios de hoje, com o mundo dividido em pandemia, pós pandemia e nova onda de pandemia do COVID-19, te convido a refletir que um primeiro bom exercício para nós é nos desapegarmos dos conceitos e pensarmos de forma protagonista em novos e diferentes formatos de carreira.

O #jeitoMichelin de olhar o desenvolvimento e a carreira dos colaboradores é totalmente baseado no protagonismo. Cada colaborador tem a oportunidade de discutir o próprio desenvolvimento com sua liderança, escolher seu caminho dentro da empresa e se preparar para este caminho. Para mudar de área, basta que o colaborador desenvolva novas competências, para conhecer um departamento diferente do que trabalha atualmente, o colaborador pode compartilhar projetos e objetivos com outras áreas, deixando mais fácil esta decisão de para onde ir. Ahhh, as fronteiras só existem no mapa, um colaborador desenvolver sua carreira em qualquer uma das 171 localidades do mundo Michelin. Aqui o caminho de cada um é traçado com base em desenvolvimento de competências e resultados.

Agora que falamos um pouco sobre carreira, fica a pergunta: você sabia que uma maneira interessante de mantermos nossa carreira em movimento é o diálogo constante?

Que tal seguirmos assim: eu trago reflexões, sugestões, dinâmicas, convidados e você comenta suas dúvidas, pensamentos, ideias e sugestões?

Combinado então!

Espero você aqui para falarmos de autoconhecimento!

Te desejo coragem e sucesso!

Raquel Castro – Trainer comportamental América do Sul

Raquel Castro

 

Privacidade do cookie

Para assistir a este vídeo do Youtube: Aceite todos os objetivos relacionados ao Youtube (considere que você deve aceitar todos, exceto geolocalização) + Aceitar parceiro do Youtube


Preferências de cookies